Horário
Directo:
• 19h00 às 20h00, de Segunda a Sexta-feira

Repetições:
• 06h00, 07h00, 12h00 e 02:15 de Segunda a Sexta-feira
• 06h00, aos Sábados e Domingos
Mais comentados
Sexta-feira, 17 de Abril de 2009
ARTRITE REUMATÓIDE
Tema - 6ª feira - 17 | 04 | 09

A artrite reumatóide poderá afectar até 100.000 pessoas em Portugal, apesar de a maioria não ter sido ainda diagnosticada. É muitas vezes confundida com reumatismo, mas distingue-se por provocar dor intensa, ardor até, nas articulações, começando muitas vezes pelas mãos e pulsos, o que impossibilita a realização de movimentos comuns, como o simples acto de abrir uma porta, agarrar uma caneta ou calçar os sapatos, que podem ser um suplício para alguns destes doentes. O número ainda limitado de especialistas que saibam identificar os sinais, os reumatologistas, causa grandes diferenças na eficácia nos diagnósticos, sobretudo, entre as regiões do interior e do litoral. O factor socio-económico é também determinante no tratamento mais eficaz e atempado da artrite reumatóide. Convidámos a eurodeputada Edite Estrela, responsável por um programa na área das doenças reumáticas no Parlamento Europeu; Mariana Correia, a quem foi diagnosticada artrite reumatóide; e António Vilar, reumatologista e secretário-geral da ANDAR - Associação Nacional de Doentes com Artrite Reumatóide.

Informação útil em:

www.andar-reuma.pt

Rubricas

Consultório
com Fátima Palma, reumatologista

Venha Daí
com Cristina Amaral, revista Time Out Lisboa

publicado por Mundo das Mulheres às 13:25
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

3 comentários:
De Sílvia Correia Alves a 27 de Abril de 2009 às 19:17
Acompanho sempre que posso o vosso programa.
Vi o programa sobre esclerose multipla e também sobre artrite reumatoide, achei muito interessantes.No entanto gostaria de ver finalmente um programa sobre lúpus eritematoso sistémico, que sendo igualmente uma doença auto-imune, que afecta mais de 4.000 portugueses, na maioria mulheres em idade fértil (a poporção é de 9 mulheres para 1 homem), é quase totalmente desconhecida. Eu tenho lúpus há cerca de uma ano, e sendo uma doença complexa e que traz muito sofrimento, apesar de não haver cura há tratamentos.Quando comecei a procurar ajuda médica, a ignorância era tão grande por parte dos próprios médicos, que me aconselharam simplesmente a não fazer nada, quando tinha análises já um pouco indicativas da doença. Acho urgente haver uma maior divulgação desta patologia, para as pessoas que sofrem desta doença, terem ajuda mais rapidamente. Dia 10 de Maio é dia internacional do lúpus... Obrigada


De almerinda gomes a 17 de Abril de 2009 às 20:07
Muito interessante o vosso programa sobre a Artrite reumatóide, excelentes convidados em especial o Drº Vilar. É pena não terem abordado a artrite pseuriática que embora não seja deformante é de muito difícil diagnóstico e muito doloroso.
A minha filha tem 25 anos e há cerca de dois anos foi-lhe diagnosticada artrite pseuriática. Só ao fim de de três anos e muitos médicos é que foi diagnosticado esse tipo de artrite. Esta a ser acompanhada por um bom reumatologista. Já foi a uma consulta com o Drº Vilar que a curou de uma crise de um joelho que a incapacitou durante anos de fazer uma vida normal de uma miúda de 20 anos.
Maior é a nossa dificuldade vivendo na ilha Terceira a ter acesso a bons médicos, neste momento o médico que a acompanha vem de Ponta Delgada uma vez por mês.

Muitos parabéns pelo vosso programa.

Melhores Cumprimentos.
Almerinda


De lucilia rosa a 17 de Abril de 2009 às 19:38
Gostaria de saber que exames são efectuados para determinar esta doença. Desde pequena tenho problemas nos pulsos e joelhos, principalmente o direito, zona lombar e cerca de três anos atrás engordei cerca de 20 kg devido a problemas de tiroide. As dores a partir daí pioraram. Não que esteja gorda, peso 73 kg actualmente e 1,65m. Fico cansada quase sem fazer nada, muito transpirada não tendo médico de família mandaram fazer exames ao coração. Reumático nada acusa, dizendo depois que eu era preguiçosa. Mais tarde apareceram outros problemas a nível ginecológico desde quistos nos peitos, nos ovários, fibroma no útero que agora acusou nível três de alto grau. Mas no que se trata a articulações nenhum médico me manda fazer nenhum tipo de exame para saber se existe artrite, arteroesclerose, osteoporose, fibromialgia, pois dizem que sou muito nova (40 anos). Neste momento estou sem trabalho e sem capacidade de pagar médicos particulares. O que fazer? Preciso trabalhar mas nem as tarefas domésticas consigo...


Comentar post

Categorias
Comentários recentes
Olá, sou nova cá e gostaria de partilhar o meu blo...
Visitem e comentem: http://tudo-sobre-a-tv.blogs.s...
Olá eu sua a Rita, tenho 15 anos e os meus pais na...
Olá!Gostaria de compartilhar com você este lindo p...
Agora para ver se aparece o clicável... http://www...
Arquivo

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Ligações
Pesquisar blog
 
Perfil